sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

O mundo não é perfeito, muito menos justo. Acreditar no contrário é ilusório. Algumas vezes ele será duro, outras cruel. Cabe-nos termos ciência disso e ver o quanto podemos suportar.

A questão é: nunca espere flores das pessoas, mas se elas oferecem, aceitem-nas de bom grado, cuide bem delas para que um dia você possa devolvê-las ainda mais lindas. Se lhes oferecem espinhos, mesmo contra sua vontade, arranque-os, cure suas feridas e queime-os para que outros não se machuquem.

Conclusão: só porque o mundo não é perfeito ou as pessoas nem sempre sejam justas, cabe-nos fazer a diferença e oferecer ao mundo um pouco de nosso belo jardim.