quarta-feira, 5 de novembro de 2014

Mais amor e menos ódio por um Brasil melhor

Após um pleito eleitoral marcado por agressões, insultos, desrespeitos e posturas preconceituosas por parte de algumas pessoas (candidatos e eleitores) de mentalidades pequenas e pobres de espíritos, faz-se necessário pensarmos qual caminho estamos seguindo na construção do nosso país.

Por parte dos candidatos, alguns esqueceram o debate e partiram para as agressões. As consequência desse mau exemplo, pode agora ser visto no ódio que alguns brasileiros exalam, achando-se superiores e melhores do que outros. Que postura vergonhosa!

Enquanto não houver respeito para com os nossos semelhantes, mesmo que estes façam ou tenham posicionamentos divergentes dos nossos, não há porque nos orgulharmos de termos uma nação multicultural e miscigenada. Não somos somente negros, brancos, pardos ou índios; somos humanos, isso é o que somos. Se não repensarmos nossas posturas enquanto cidadãos com direitos e deveres, seremos fatalmente vítimas do nosso próprio ódio, pois onde a pratica do bem e do respeito não se faz presente, o mal há de imperar e tudo destruir. Por fim, que o brasileiro carregue consigo um pouco mais de paz e amor em seus corações.

Kico Seridó.