sexta-feira, 1 de agosto de 2014

Guerreiros de Honra


Viver é guerrear e nossos maiores combates, por vezes, se darão dentro de nós mesmos. Nem sempre haverá vitórias; as derrotas nos acompanharão por longas batalhas e a vida não cansará de nos bater até que desistamos. Por isso, faz-se necessário que aprendamos a evoluir com as derrotas, para que nossas lutas não cheguem ao fim sem honra. Se não houvesse os desafios ou até mesmo as derrotas, seriamos seres apáticos e o “sistema” nos abateria impiedosamente. As derrotas e as decepções aguçam a nossa percepção; ensina-nos e nos mantém concentrados, focados e alertas. Portanto, aproveitemos nosso momento de dor, pois ela nos ensina, humaniza-nos e consequentemente, se bem racionalizada, pode nos tornar mais forte, mais sábio e nos fará lembrados como guerreiros de honras. 

Kico Seridó.